---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

cultura
Sítios arqueológicos com peças do povo indígena Jê são encontrados em Jardinópolis

Publicado em 15/05/2019 às 11:08 - Atualizado em 16/05/2019 às 11:18

Na manhã desta quarta-feira (15), profissionais da Empresa Arqueosul – Arqueologia e Gestão de Patrimônio de Criciúma deram um curso sobre o Projeto de educação patrimonial e cultural. Ele está sendo desenvolvido pela Maue – Geradora e Fornecedora de Insumos, responsável pela construção da PCH Lambari, localizada no Rio Pesqueiro, na Comunidade de Vila Jardim, na divisa com Sul Brasil. Participaram servidores da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes de Jardinópolis, no Auditório da Escola Fazenda Triângulo.

Neste encontro, foram abordados conceitos teóricos de arqueologia, patrimônio cultural, importância de preservar, valorização do patrimônio cultural e da preservação deste patrimônio como direito à memória. O palestrante foi o historiador e mestre Carlos Matias.

Conforme a assistente de arqueologia Giovana Cadorine, no ambiente onde está sendo construída e será criado o lago da CGH Lambari foram encontrados seis sítios arqueológicos, com mais de três mil peças. “Foram encontrados artefatos líticos, ou seja, de pedra lascada, e algumas ocorrências de cerâmica, do povo indígena Jê que deu origem, mais tardes aos grupos Xogleng e Kaingang”, explica. No território de Jardinópolis foram encontrados dois sítios, com maior número de peças.

A historiadora Paula Vieira fez parte do grupo de resgate desse material em meio à área que será alagada. Ela comenta que a datação, ou seja, o tempo de existência será feito nos EUA e leva mais de seis meses.

Depois de coletadas todas as informações do material arqueológico, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) deverá direcionar para o Centro de Memória do Oeste de Santa Catarina (Ceom) em Chapecó. As peças serão expostas para visitação ao público. Existe a possibilidade de serem expostas, futuramente, numa parceria com o Ceom, na Casa da Cultura de Jardinópolis.

Continuidade do curso

Mais dois encontros serão agendados com o objetivo de apresentar esse trabalho à comunidade local de Jardinópolis. Estão previstos para os meses de junho e julho. Serão comunicados pelos meios oficias e toda a população interessada estará convidada a participar.

Crédito do texto e fotos: Jornalista Idiomar Tessaro


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar